The global meeting place for people interested in all things related to SWEETPOTATO

Share your research and experience, ask and answer questions, meet your peers.

Publications

Report: Capacity Development in Nungwe Village on Orange-fleshed Sweetpotato

This report highlights the Training of Trainers meeting conducted in Nungwe Village. The topics covered include what is orange fleshed sweetpotato and its benefits in human health. Sweetpotato handling, processing which include good packaging, preparatio of OFSP products in different products e.g. michembe, doughnuts, cake, chinchin, buns, biscuits, juice, jam, chapatti, bagia, kaukau and how to obtain a legal label for OFSP products. Other topicss are, good agricultural practices for sweetpotato e.g. selection of good and healthy planting material, early planting, manure/fertilizer application, weeding, pests and diesases management and control. Another topic was the challenges of OFSP production and how to overcome them.

Report: Capacity Development for Geita Farmers on Orange-fleshed Sweetpotato Processing and Handling

This file is about training that was conducted in Geita, at Nungwe village. The training was done for three days in Nungwe primary school from 3rd to 5th May 2017. A total of 30 participants attended the training. 23 were women and 7 were men. The participants came from Saragulwa, Nungwe, C higunga and Kabogozo villages.

Those participants were: Ward extension officer, ward chancellor, farmers, primary school teachers, ‘wajasiriamali’ those who are engaged in small business in the village. Two facilitators were from Ukiriguru Agricultural Research Institute. BNFB was represented by CIP Regional Research Associate based in Ukiriguru Agricultural Research Institute.

The training was coordinated and supported by RAC 2 project called Building Nutritious Food Baskets (BNFB). BNFB project explores a scaling-up model through a multi-crop (food basket) approach to address hidden hunger by catalyzing sustainable investments for the production and utilization of biofortified crops that are ready for scaling up in Tanzania, viz.: OFSP; vitamin A (orange) maize and high iron/zinc beans. The project is continuing with the capacity development efforts of Reaching Agents of Change project (RAC) using a cascading model to reach the users on the ground. The main focus of the training was on the processing and handling of Orange-fleshed Sweetpotato (OFSP). The training covered the theory part on the first day, on sweetpotato handling and processing which include good packaging and preparation of different OFSP products. The participants were also briefed about good agriculture practices (GAP) of OFSP production along its value chain. They were also briefed about the challenges of seetpotato production, and how to overcome them. The second and third days were the practical part on preparation of different OFSP products. All the participants had future plans to grow orange-fleshed sweetpotato, to teach neighbours and friends the same knowledge from this training and to start a small business for income generation. Generally, the training was well organized with good participation in simple Swahili language.

Report: Training of Trainers on Orange-fleshed Sweetpotato in River State Nigeria

This file is a training report on the Training of Trainers (ToT) in Orange-fleshed Sweetpotato (OFSP) in River State, Nigeria on 16 May 2017.

Skills are vital for an economy to grow and compete particularly in an era of economic integration and technological advancement. Skills needs are widespread in Nigeria not only in modern sector but also by the agricultural sector. This training is a direct means of providing workers / farmers with the skills relevant to evolving needs of the economy. Interestingly skill development is an important factor in the drive to enhance OFSP production; processing and utilization which will stimulate economy raise people out of poverty and also ensure food nutrition security.

The optimum goals for training others was the promotion, adoption, acceptance and consumption of pro-vitamin A rich (orange fleshed sweet potato) to ensure the realization of food and nutrition security towards improved health and wealth of the people.

Marketing, Processing and Utilization CoP: Proceedings of the Fourth Annual Meeting

The SPHI Marketing, Processing and Utilization Community of Practice (MPU CoP) held its 4th Annual Meeting in Kisumu Kenya on 1-3 March 2017. It was attended by 47 participants from 12 countries. The theme of the meeting was accelerating orange-fleshed sweetpotato (OFSP) value chain development for nutrition and livelihoods in Africa. This report captures the proceedings of the meeting. All presentations are available at this link on the Sweetpotato Knowledge Portal.

 

 

Gendarização da Planificação, Implementação, Monitoria e Avaliação do Projecto da Batata Doce de Polpa Alaranjada volume 5

O Volume 5 deste kit para aprendizagem é composto da Sessão 14 e Anexos 1 e 2.
Sessão 14. Avaliação final das sessões dos Volumes 1, 2, 3, 4 e Abordagem do Plano de Acção do Participante (APAP)
Esta sessão orienta o usuário sobre como avaliar o workshop inteiro (isto é, as 14 sessões) e como implementar APAP – Segunda Fase. Em resumo, esta sessão é composta por duas actividades muito importantes.
(1) A Avaliação do Workshop tem sido feita :(a) como feedback sistemático das sessões para acompanhar as perspectivas dos participantes e o nível de satisfação durante a implementação das sessões do workshop e nesta fase final, e (b) ao final do workshop apresentado nesta sessão. Esta sessão do kit para aprendizagem oferece um formulário de avaliação mais longo e mais completo para colectar informação sobre a eficiência e eficácia do workshop como um todo. Esta avaliação assistirá o facilitador a melhorar após este evento – os planos das sessões para futuros eventos assim como medir o nível de satisfação dos participantes relacionado ao conteúdo, processos, local e instalações onde o worshop tenha sido realizado.
(2) Abordagem do Plano de Acção do Participante (APAP). Este processo foi apresentado, detalhadamente, no Volume 1 Sessão 1, uma vez que, ele é o instrumento chave para medir a eficência e eficácia do workshop através do desempenho dos participantes em suas organizações. Este processo oferece aos facilitadores a oportunidade de acompanhar a implementação das habilidades desenvolvidas pelos participantes após retornarem às suas próprias organizações, isto é, aos seus próprios locais de trabalho.
Anexo 1 e Anexo 2 Anexo 1 é composto por materiais de apoio que ajudam o facilitador líder do workshop a implementar um plano de aprendizagem que é apresentado neste kit para aprendizagem. Este Anexo 1 sugere: (a) Carta de boas-vindas para a pasta do participante, (b) Formulário de Registo de participação dos participantes, (c) Exercício 1 de interacção, e (d) exemplo de um horário tentativo – que servirá de modelo para o facilitador desenvolver um semelhante – de acordo com as sessões seleccionadas para grupos especiais. As sessões selecionadas deverão responder às necessidades dos participantes. Anexo 2 apresenta textos adiccionais para enriquecer o conhecimento, competência e atitudes do facilitador para liderar o workshop baseando-se neste kit para aprendizagem. Os textos são os seguintes: Anexo A. A integração do género na planificação e gestão de projectos Anexo B. Gestão de tempo e tarefas Anexo C. Abordagem da cascada lógica Anexo D. Aprendizagem organizacional e organização contínua da aprendizagem Anexo E. Financiamento e orçamento do projecto

Gendarização da Planificação, Implementação, Monitoria e Avaliação do Projecto da Batata Doce de Polpa Alaranjada volume 4

Volume 4 deste kit para aprendizagem é composto por três sessões que orientam o usuário a (1) responder aos requisitos para implementação de projectos ; (2) distinguir e implementar os conceitos de monitoria e avalição e desenvolver uma teoria de mudança e (3) desenvolver um plano para M&A e criar um sistema de M&A. Volume 4 apresenta um plano detalhado para implementar as três sessões seguintes: Sessão 11. Requisitos para implementação de projectos Esta sessão enfatiza que a implementação de um projecto é uma fase crítica, porque determina quão bem os resultados planeados serão operacionalizados. A implementação do projecto é considerada a fase mais importante da gestão de um projecto porque transforma o plano em realidade. Esta sessão analisa e lista os requisitos para se implementar um projecto para facilitar aprendizagem entre os participantes. Esta sessão também identifica requisitos para implementação em um caso de estudo de um projecto. O objectivo deste exercício é discutir lições aprendidas e descrever implicações para se implementar requisitos-chave do processo de implementação do projecto dentro de um ambiente de trabalho. Esta sessão convida os participantes a trabalharem em exercícios prácticos para desenvolver abilidades relacionadas à implementação de projectos. Sessão 12. Conceitos de monitoria e avaliação. Desenvolver uma teoria de mudança (ToC) Esta sessão analisa e discute (1) o conceito de monitoria; (2) o conceito de avaliação; (3) as funções e significados da M&A na gestão de projectos e (4) as razões porque a M&A tende a fracassar em seus objectivos. Esta sessão enfatiza que os termos monitoria e avaliação são usados em maneiras diferentes e que se torna necessário destacar que monitoria e avaliação (M&A) são partes de uma observação contínua, colecta de informação, supervisão e avaliação. Esta sessão também apresenta aos praticipantes o desenvolvimento da teoria de mudança ou “theory of change” (ToC). Esta teoria de mundança é o retrato visual de uma trajectória de mudança (como o projecto antecipa que mudanças /resultados irão acontecer/ ocorrer?) e é também um quadro conceptual mais detalhado do que o quadro lógico. Os participantes irão desenvolver a teoria de mudança nas “árvores de objectivos” – desenvolvidas pelos grupos, durante a sessão 4 do volume 1 deste kit para aprendizagem. Sessão 13. Desenvolvendo um plano para M&A. Implementação de um sistema de M&A: responsabilidades e processos Esta sessão usa um quadro (uma estrutura que orienta) de monitoria e avaliação (M&A) desenvolvido pelo Projecto Alcançando Agentes de Mudanças (RAC), para apresentar aos participantes um bom desenho ou feitio de um quadro (uma estrutura que orienta) para M&A. Este quadro oferece aos participantes a oportunidade de analisar a importância de manter: (a) as actividades do projecto dentro de uma agenda e prazos apropriados, (b) as informações seguras e confiáveis para tomadas de decisões a nível de gestão e serviços, com base em evidências. Esta sessão também discute a monitoria e responsabilidades para produzir relatórios que incluem gestão de informação ou de dados, tipos de relatórios e responsabilidades para a produção destes relatórios dentro um sistema apropriado para M&A.
Exercícios prácticos serão realizados durante esta sessão 13 para capacitar os participantes a planearem acções claras relacionadas a melhorar o desenho de um sistem de M&A para seus projectos.
No processo de implementação do Volume 4, é recomendável que os facilitadores implementem as actividades seguintes: 1. Pré-sessão. Revisão das actividades das sessões anteriores através dos participantes identificados (durante a abertura do workshop) para avaliar o progresso do workshop. (Veja Volume 1, Parte 1. Plano do pré-workshop, item 4). Durante esta pré-sessão, o facilitador deverá estar preparado para apresentar a compilação do feedback dado pelos participantes relativo às sessões anteriores. 2. Este plano de aprendizagem sugere o tempo de duração para todas sessões deste kit para aprendizagem. Esta informação visa facilitar a implementação das actividades pelos facilitadores de aprendizagem. Lembre-se de considerar estas sugestões de horário nos planos das respectivas sessões. 3. Este kit paraaprendizagem recomenda aos facilitadores incluir 15 minutos — durante as sessões da parte da manhã e da tarde – para os participantes terem um intervalo para chá/café – para socialização e consequentemente uma grande oportunidade de aprendizagem. 4. Além disto, este plano de aprendizagem recomenda que os participantes se encarreguem de APAP e feedback diariamente, ao final das sessões do dia. Um total de 15 minutos deverá ser suficiente para eles completarem os dois formulários. (Este kit paraaprendizagem provê os dois respectivos formulários – APAP e feedback – para este exercício, ao final de cada volume). 5. Os facilitadores devem estar cientes de que se o workshop fora planejado para terminar ao final do Volume 4, os exercícios de APAP e Feedback que estão apresentados neste Volume 4 devem ser substituídos pelos exercícios de Avaliação Final e pelo APAP – Segunda fase, que estão apresentados no Volume 5. Esta mudança oferece aos facilitadores a oportunidade de avaliar todas as sessões (que foram implementadas como parte do programa especial para os participantes) e aspectos relacionados com a implementação apresentados pelo kit para aprendizagem.

Gendarização da Planificação, Implementação, Monitoria e Avaliação do Projecto da Batata Doce de Polpa Alaranjada: Um Kit para Aprendizagem. VOLUME 3

O Volume 3 deste kit para aprendizagem é composto por três sessões que orientam o usuário a escrever propostas completas, propostas de orçamento, e como preparer o sumário executive e submeter e acompanhar a proposta do projecto Volume 3 apresenta um plano detalhado para implementar as três sessões seguintes: Sessão 8. Elaboração de propostas completas Esta sessão apresenta como proceder depois da preparação de uma nota conceptual bem escrita e que já tenha sido aprovada pelo comité interno da organização para elaborar uma proposta completa de projecto. Esta sessão ajuda, também, os participantes na aprendizagem de um possível formato básico para escrever a proposta para as organizações. Além disso, identifica factores que contribuem para melhorar a qualidade das propostas que atraem interesse e convencem o leitor, tais como: definir objectivos e actividades das secções, avaliação do impacto, marcos importantes, etc. Este plano apresenta exercícios prácticos por serem implementados durante a sessão, de modo a facilitar a aprendizagem entre os participantes para que desenvolvam habilidades relacionadas à elaboração de propostas completas de projecto. Sessão 9. Como elaborar propostas de orçamento Esta sessão apresenta dicas para a preparação de boas propostas de orçamento, incluindo formatos, guião e destaca qualidades de um bom orçamento. Participantes implementarão exercícios prácticos para assegurar que o conhecimento deles aumente e que suas habilidades desenvolvam. Sessão 10. Preparando o sumário executivo, como submeter e acompanhar a proposta de projecto, etc. Esta é uma sessão muito importante para orientar os participantes do workshop sobre como “empacotar” o seu documento com a proposta completa. Esta sessão destaca a importância de preparar uma boa carta para apresentar a proposta e um sumário executivo bem escrito, isto é, claro e conciso. Esta sessão também ajuda os participantes a se familiarizarem com os mecanismos para acompanhar a trajetória da proposta, o valor do relacionamento com o funcionário responsável pela comunicação com os doadores financeiros, a importância de negociar com os doadores, o valor do processo de monitorar e avaliar projectos e os elementos que constituem um bom relatório para os doadores. Os participantes praticarão exercícios para dominarem os aspectos importantes do “empacotamento” e acompanhamento de uma proposta para os doadores financeiros. No processo de implementação do Volume 3, é recomendável que facilitadores implementem as actividades seguintes. 1. Pré-sessão. Revisão das actividades das sessões anteriores através dos participantes identificados (durante a abertura do workshop) para avaliar o progresso do workshop. (Veja Volume 1, Parte 1. Plano do pré-workshop, item 4). Durante esta pré-sessão, o facilitador deverá estar preparado para apresentar a compilação do feedback dado pelos participantes relativo às sessões anteriores. Este plano de aprendizagem sugere o tempo de duração para as sessões. Esta informação visa facilitar a implementação das actividades pelos facilitadores de aprendizagem. Lembre-se de considerar estas sugestões para o tempo de duração das respectivas sessões.

Gendarização da Planificação, Implementação, Monitoria e Avaliação do Projecto da Batata Doce de Polpa Alaranjada volume 2

O Volume 2 do kit para aprendizagem é composto de três sessões. As duas primeiras sessões orientam o usuário a preparar uma nota conceptual, que é uma versão curta da proposta de um projecto, e a maximizar o uso do tempo através de um processo de revisão interna para melhorá-la e tornar este processo mais curto dentro da organização. A terceira sessão prepara o usuário para formular o quadro lógico de uma proposta levando em consideração a gendarização. O quadro lógico é uma ferramenta que ajuda os gestores de projectos a garantir a planificação, monitoria e avaliação bem apropriadas. O quadro lógico ajuda, também, aos que conduzem planificação e avaliação, a especificar os elementos-chave do projecto e a identificar os vínculos entre as necessidades identificadas e os objectivos desenvolvidos, levando em consideração a importância de incluir questões ligadas a género em todas as partes da elaboração de um projecto.
Volume 2 apresenta um plano detalhado para implementar as três sessões seguintes:
Sessão 5. Como elaborar uma nota conceptual Esta sessão visa apresentar oito passos que envolvem a preparação de uma nota conceptual, enfatizando suas partes chave, além de preparar os objectivos, identificação dos beneficiários, impactos antecipados e escrever uma boa apresentação sobre os antecedentes do projecto. Esta sessão apresenta os exercícios a serem implementados a fim de facilitar a aprendizagem dos participantes através da prática.
Sessão 6. Revendo as notas conceptuais e propostas de projectos Esta sessão apresenta as características de revisão de uma nota conceptual ou de uma proposta de projecto e identifica o propósito e possíveis resultados de revisão destes documentos. Contudo, esta sessão enfatiza o valor deste processo de revisão aberta. No fim, esta sessão inclui um exercício de dramatização que ilustra uma revisão aberta de uma nota conceptual.
Sessão 7. Formulação de um quadro lógico de uma proposta gendarizada Esta sessão enfatiza o uso da abordagem do quadro lógico para desmembrar a hierarquia dos objectivos de um projecto: meta, objectivos, resultados e actividades. Um exercício prático através da dramatização está incluído nesta sessão com o objectivo de inspirar os participantes a usarem o quadro lógico no processo de planificação. Esta sessão recomenda que o quadro lógico seja gendarizado. Durante a implementação, o Volume 2 também recomenda que os líderes-facilitadores executem as actividades seguintes: 1. Pré-sessão. Revisão das actividades das sessões anteriores pelos participantes identificados (durante a abertura do workshop) para avaliar o progresso do workshop. (Veja Volume 1, Parte 1. Plano do pré-workshop, item 4). Durante esta pré-sessão, o facilitador deverá estar preparado para apresentar a compilação do feedback dado pelos participantes relativo às sessões anteriores. 2. Este plano de aprendizagem sugere um tempo de duração para as sessões. Esta informação visa facilitar a implementação das actividades pelos facilitadores de aprendizagem. Lembre-se de considerar estas sugestões deste plano para o tempo de duração das respectivas sessões.
3. Este kit para aprendizagem recomenda aos facilitadores a incluirem 15 minutos — durante as sessões da parte da manhã e da tarde – para os participantes terem um intervalo para chá/café uma grande oportunidade para socialização e consequente aprendizagem entre eles. 4. Além disso, este plano de aprendizagem recomenda que os participantes se encarreguem, diariamente, de APAP e feedback ao fim das sessões do dia. Um total de 15 minutos deverá ser suficiente para eles completarem os dois formulários. (Este kit para aprendizagem provê os dois respectivos formulários – APAP e feedback – para este exercício, ao fim de cada volume)

Gendarização da Planificação, Implementação, Monitoria e Avaliação do Projecto da Batata Doce de Polpa Alaranjada volume 1

O Volume 1 do kit para aprendizagem é composto de três partes. Parte 1. O desenho do kit para aprendizagem Esta parte orienta o usuário sobre o desenho do material de aprendizagem que inclui uma apresentação completa sobre os aspectos do evento que o líder-facilitador deve considerar durante a fase de implementação para ser eficiente e assegurar os resultados esperados e efictivos. Em resumo, Parte 1 provê: (a) informação sobre como o kit para aprendizagem está organizado, que enfatiza aspectos importantes para a implementação do evento e (b) um exemplo de um prospecto que deve ser adaptado pelo líder-facilitador para apresentar as sessões que serão implementadas durante o processo de aprendizagem.. Parte 2. Tarefas para o Pré- Workshop Esta parte apresenta os materiais que devem ser enviados aos participantes – duas ou três semanas antes da data do evento – para que eles sejam capazes de se preparar para frequentar as sessões planejadas. Os exercícios são claros e orientam os participantes como fazê-los passo-a-passo com antecedência. Os facilitadores esperam que os participantes tenham os exercícios completamente preparados para trazê-los para o local do evento. Parte 3. Plano Completo para Implementação do Evento Esta parte apresenta um plano completo para implementar as quatro sessões seguintes: • Sessão 1. Introdução do workshop. Esta sessão apresenta o panorama do evento, o resumo das fases de planificação de projecto e informação sobre a avaliação proposta para o final das sessões e da abordagem do plano de acção do participante (APAP). APAP é usado para assegurar que os participantes apliquem a aprendizagem que adquiriram durante o evento em suas organizações depois que retornam ao ambiente de trabalho. Esta sessão deve ser adaptada pelo facilitador de aprendizagem quando selecionar as sessões que farão parte do workshop. • Sessão 2. O Que Precisamos Aprender para Liderar e Gerir Equipes de Projectos? Esta sessão tem o objectivo de equipar os participantes com competência e atitudes para liderarem e gerirem equipes de projectos. • Sessão 3. Panorama sobre gestão do ciclo de projecto, os principais requisitos dos projectos de BDPA: princípios; vocabulário; e escrever para persuadir. De um modo geral esta sessão tem o objectivo de discutir a natureza dos projectos; identificar os passos do ciclo de um projecto e analisar os principais requisitos de um projecto de BDPA, isto é, princípios tais como: integrar o género, trabalhar em parcerias, etc. vocabulário apropriado e escrever para persuadir, para convencer os leitores. • Sessão 4. Identificação de projectos: análise das partes interessadas e análise de problemas, objectivos e estratégias. Escolher o tema certo. Em resumo, esta sessão tem o objectivo de promover aprendizagem sobre como identificar o projecto e outros aspectos relacionados com a participação das partes interessadas na análise de problemas e oportunidades. Actividades importantes que deverão ser implementadas pelo facilitador-líder durante a pré e outras sessões do Volume 1 deste kit para aprendizagem: 1. Pré-sessão 1. Antes da abertura do workshop, os facilitadores deverão ter um Formulário de Registo preparado para os participantes registarem suas informações pessoais e profissionais. Este procedimento é importante para o sector de desenvolvimento e gerência de talentos humanos dentro das organizações. Este procedimento contribuirá para melhorar a qualidade do processo de selecção dos candidatos para participarem de workshops ou de outros eventos de aprendizagem. Este procedimento servirá também como base para avaliar se houve melhoramento no desempenho do funcionário e se sua aprendizagem gerou impacto no ambiente da organização. Como sugestão, o Anexo 1 do Volume 5 deste kit para aprendizagem apresenta um Formulário Especial para ser utilizado durante esta actividade. 2. Durante a Sessão 1 — este kit para aprendizagem recomenda que, depois que o facilitador terminar sua primeira apresentação sobre o panorama do programa do workshop, convide os participantes para se apresentarem à audiência para facilitar interação deles durante os trabalhos de grupo que são parte do workshop. Como sugestão, o Anexo 1 do Volume 5 deste kit para aprendizagem apresenta formulários especiais que ajudarão a implementação desta actividade. 3. Este kit para aprendizagem também sugere a duração de tempo para todas as sessões do workshop. Esta sugestão tem o objectivo de facilitar a implementação das actividades pelos facilitadores de aprendizagem. Lembremse, portanto, de considerar as sugestões integradas no plano das respectivas sessões. 4. Este kit para aprendizagem recomenda aos facilitadores que incluam 15 minutos – durante as sessões da parte da manhã e da parte da tarde – para que os participantes tomem chá/café promovendo um tempo para socialização e, consequentemente, uma grande oportunidade de aprendizagem. 5. Além disto, este kit para aprendizagem recomenda fortemente que os participantes completem as fichas de trabalho para APAP e para registar seu Feedback ao final de todas as sessões do dia. Um tempo de 15 minutos será suficiente para que os participantes façam estes dois exercícios. Este kit para aprendizagem provê formulários específicos ao final de cada volume, para que estes importantes exercícios – APAP e Feedback – sejam realizados 6. Identificar participantes para assumirem a responsabilidade do plano diário de rever as actividades das sessões do dia anterior. Esta actividade permite – aos participantes e facilitadores – avaliarem o progresso da aprendizagem no ambiente do workshop. O item 4 da Sessão Pré-workshop deste Volume 1 provê instruções passo-a-passo para os facilitadores identificarem estes participantes.

Engendered Orange-Fleshed Sweetpotato Project Planning, Implementation, Monitoring and Evaluation volume 5

Volume 5 of this learning kit is composed of Session 14 and Annexes 1 and 2.

Session 14. Workshop evaluation and Participant Action Plan Approach (PAPA)
This session guides the user on how to evaluate the entire workshop and how to undertake the PAPA – Second Phase. In summary, this session is composed of two very important final activities.
(1) Workshop evaluation has been undertaken as a (a) systematic feedback of the sessions to follow up the participants’ views and level of satisfaction during the implementation of the workshop and at this stage, and (b) at the end of the workshop which is presented in this session. This session of the learning kit offers a longer and more complete evaluation form to collect information on the efficiency and effectiveness of the workshop. This will assist the facilitator in the post improvement of the learning plans for future events as well as to measure the level of satisfaction among the participants related to the workshop content, processes, and the venue and facilities where the workshop took place.
(2) Participant Action Plan Approach (PAPA). This process is exhaustively presented in Volume 1 Session 1 since it is a key tool to measure the workshop efficiency and effectiveness through the participants’ performance improvement in their organizations. This process provides the facilitators with the opportunity to follow up the implementation of the newly developed skills by the participants after returning to their own organizations.
Annex 1 and Annex 2 Annex 1 is composed of support materials that help the workshop leading facilitator to implement the learning plan presented in this learning kit. This Annex 1 suggests: (a) Welcome letter for the participant’s binder, (b) Registration form, (c) Exercise 1 interactive exercise, and (d) a sample of tentative schedule to serve as a ‘model’ for the facilitators to design their own to respond to the needs of the workshop participants. Annex 2 presents additional texts to enrich the facilitator’s competence and attitudes to deliver the workshop based on this learning kit. They are as follows: Annex A. Mainstreaming gender in project planning and management Annex B. Managing time and tasks Annex C. Cascading logic Annex D. Organization learning and learning organization Annex E. Project financing and budget

Engendered Orange-Fleshed Sweetpotato Project Planning, Implementation, Monitoring and Evaluation volume 4

Volume 4 of this learning kit is composed of three sessions which guide the users on (1) project implementation requirements; (2) concepts of monitoring and evaluation and developing a theory of change; and (3) developing an M&E plan/matrix and implementing an M&E system.
Volume 4 presents a comprehensive plan to implement the following three sessions:
Session 11. Project implementation requirements This session emphasizes that project implementation is a critical phase as it determines how well the planned results will be operationalized. Project implementation is considered the main phase of project management because it turns the plan into reality. This session analyzes and lists the project implementation requirements to facilitate learning among participants. It also identifies key project implementation requirements in a case study. The aim is to discuss lessons learned and describe implications to implement key requirements of project implementation in the work environment. This session invites participants to undertake practical exercises to develop project implementation related skills.
Session 12. The concepts of monitoring and evaluation. Developing a theory of change This session analyzes and discusses (1) The concept of monitoring; (2) The concept of evaluation; (3) The functions/significance of M&E in project management; and (4) The reasons why M&E tends to fail in its objectives. It emphasizes that the terms monitoring and evaluation are used in many different ways and that it is important to stress that monitoring and evaluation (M&E) is part of a continuum of observation, information gathering, supervision and assessment. This session also exposes the participants to the development of a theory of change, which is a visual depiction of the pathway of change (how the project anticipates change/results will occur) and is also a more comprehensive conceptual framework than the Logical Framework. Practical exercise is undertaken on the objective trees – developed during Session 4 of Volume 1 of the learning kit.
Session 13. Developing an M&E plan/matrix and implementing an M&E system: responsibilities and processes This session uses the RAC M&E framework/matrix to introduce to the participants what a good M&E framework looks like. It provides opportunity for the participants to analyze the importance of timely, reliable and credible data/information for evidence-based decision-making at the management and service delivery level. The session also discusses monitoring and reporting responsibilities including data management, reporting systems, types of reports and reporting responsibilities. Practical exercises are part of this session 13 to enable the participants to state clear actions regarding how to improve the design of M&E systems for their projects.
While implementing Volume 4, it is recommended that the leading facilitators carry out the following actions and/or activities: 1. Pre-session. Review the previous sessions’ activities through the identified participants (see Volume 1, Pre-Workshop Plan section, item 4) to assess the progress of the workshop. At the same time, the facilitator should summarize and present the results of the participants’ feedback on the previous day to the audience. 2. This learning plan suggests time frame for all sessions of this learning kit. It aims to facilitate the implementation of activities by the learning facilitators. Remember to consider the suggestions of time frame in the plan of respective sessions. 3. The learning plan recommends including 15 minutes — during the morning and afternoon sessions — for the participants to have tea/coffee breaks, which promotes socialization and consequently a great opportunity for learning. 4. In addition, the learning plan strongly recommends that the participants undertake PAPA and Feedback exercises daily, at the end of the sessions. The total amount of 15 minutes will be enough to complete the two forms to carry out this exercise. This learning kit provides specific forms to complete PAPA and Feedback, at the end of each Volume. 5. The facilitators must be aware that if the workshop is planned to end at the conclusion of Volume 4, the PAPA and feedback exercises presented in this Volume 4 must be skipped and replaced by the workshop evaluation and PAPA — Second Phase presented in Volume 5. This change would provide the facilitators with the opportunity to assess all the sessions (which were carried out) and related aspects of the entire learning workshop.

Engendered Orange-Fleshed Sweetpotato Project Planning, Implementation, Monitoring and Evaluation volume 3

Volume 3 of this learning kit is composed of three sessions which guide the user on writing proposals and proposal budgets, preparing the Executive Summary, and submitting and following up on proposals. Volume 3 presents a comprehensive plan to implement the following three sessions:
Session 8. Writing full proposals This session presents how to proceed from a well prepared concept note that has been approved by an internal committee to a full proposal. It also assists the participants in learning possible basic proposal format for organizations and identifies factors that contribute to improving the quality of convincing proposals such as objectives and activities sections, impact evaluation and milestones, etc. This session presents exercises to be implemented during the session to facilitate learning among participants through practicing how to develop related skills.
Session 9. How to write proposal budgets This session introduces tips on preparing good proposal budgets, including budget formats and guidelines, and emphasizes qualities of a good budget. Participants will carry out practical exercises to make sure that knowledge is increased and skills are developed.
Session 10. Preparing Executive Summary. Submitting, following up, etc. This is a very important session to guide the workshop participants on how to package their full proposal document. It emphasizes the importance of preparing a good covering letter and a strong Executive Summary for a proposal. This session also assists the participants in getting acquainted with mechanisms to track the proposal, the value of a donor relations office, the importance of negotiating with donors, the value of monitoring and evaluating projects and the elements that constitute a good report to donors. The participants will practice exercises to master these important aspects of packaging and following up a proposal to donors.
While implementing Volume 3, it is recommended that the leading facilitators carry out the following activities: 1. Pre-session. To review the previous sessions’ activities through the identified participants (see Volume 1, Pre-Workshop Plan section, item 4) to assess the progress of the workshop. At the same time, the facilitator should summarize and present the results of the participants’ feedback received the previous day to the audience.
2. This learning plan suggests a time frame for all sessions of this learning kit. It aims to facilitate the implementation of activities by the learning facilitators. Remember to consider the suggestions of time frame in the plan of respective sessions.
3. The learning plan recommends including 15 minutes – during the morning and afternoon sessions – for the participants to have tea/coffee breaks, which promotes socialization and consequently a great atmosphere for learning.
4. In addition, the learning plan strongly recommends that the participants undertake PAPA and Feedback exercises daily, at the end of the sessions. The total amount of 15 minutes will be enough to complete the two forms to carry out this exercise. This learning kit provides specific forms to complete PAPA and Feedback, at the end of each Volume.

Engendered Orange-Fleshed Sweetpotato Project Planning, Implementation, Monitoring and Evaluation Volume 2

Volume 2 of this learning kit is composed of three sessions.

The first two sessions guide the user on how to prepare a concept note, which is a short version of a project proposal, and on how to maximize the use of time by writing a concept note and increase its quality through an internal review process to improve and/or approve this shorter proposal within the organization. The third session deals with formulation of an engendered logical framework, a tool that can help project managers to ensure proper planning, monitoring and evaluation of the project. It helps those who conduct planning and evaluation to specify the key elements of the project and to identify the logical links between the identified needs and the developed objectives, taking into account the importance of including gender issues throughout the project design. 

Volume 2 presents a comprehensive plan to implement the following three sessions:
Session 5. How to prepare a concept note This session aims to present the eight steps involved in preparing a concept note, emphasizing its key parts, in addition to preparing objectives for a concept note, identifying the beneficiaries and anticipated impacts of a project and writing a good background section. This session presents exercises to be implemented during the session in order to facilitate learning among participants through practice.

Session 6. Reviewing concept notes and proposals This session presents the features of a concept or proposal review and identifies the purpose and possible outcomes of a concept or proposal review. Moreover, the session emphasizes the value of open reviews. Finally, a role-play exercise, which illustrates an open concept review, is included.

Session 7. Formulation of an engendered logical framework This session aims to emphasize the use of the logical framework approach to break down the project hierarchy of objectives: goal, purpose, outputs and activities. A practical exercise on this tool meant to inspire the participants to use the logical framework in the project planning process is also included. The session recommends that the logical framework must be engendered.

While implementing Volume 2, it is recommended that the leading facilitators carry out the following activities:

1. Pre-session. Review the previous sessions’ activities through the identified participants (see Volume 1, Pre-workshop plan, Part 1) to assess the progress of the workshop. At the same time, the facilitator should summarize and present the results of the participants’ feedback on the previous day.

2. This learning plan suggests the time frame for all sessions of this learning kit. It aims to facilitate the implementation of activities by the learning facilitators. Remember to consider the suggestions of time frame in the plan for respective sessions.

3. The learning plan recommends including 15 minutes — during the morning and afternoon sessions — for the participants to have tea/coffee breaks, which promotes socialization and consequently a great opportunity for learning.

4. In addition, the learning plan strongly recommends that the participants undertake PAPA and feedback exercises daily, at the end of the day’s sessions. A total of 15 minutes should be enough to complete the two PAPA forms. (This learning kit provides specific forms to complete PAPA and feedback exercises, at the end of each volume).

Engendered Orange-Fleshed Sweetpotato Project Planning, Implementation, Monitoring and Evaluation Volume 1

Volume 1 of this learning kit comprises three parts.

Part 1. The Design of the Learning Kit This part guides the user of this learning kit on the design of the learning material, which includes a comprehensive explanation about aspects of the event that the leading facilitator must consider during the implementation phase to be efficient and guarantee the expected and effective results. In summary, Part 1 provides:
(a) information on how the learning kit is organized, which emphasizes important aspects for the implementation of the event and (b) a sample for the event brochure that can be adapted by the leading facilitator emphasize the sessions which will be carried out during the learning process.

Part 2. Pre-Workshop Assignment This part presents the materials that should be sent to participants — two or three weeks before the date of the event — to enable them prepare to attend the planned sessions. The exercises are self-explanatory and participants are expected to complete and bring them to the venue of the workshop.
Part 3. A Comprehensive Implementation Plan This part presents a comprehensive plan to implement the following four sessions:
• Session 1. Introduction to the workshop. This session presents the event overview, a summary of the project planning stages and information about the end-of session evaluation and Participant Action Plan Approach (PAPA). PAPA is used to make sure participants apply in their organizations the learning developed during the event, after the event is over. This session must be adapted by the learning facilitator when selecting the sessions that will be part of the workshop.
• Session 2. What do we need to learn to lead and manage project teams? This session aims to equip the participants with competence and attitudes on how to lead and manage project teams.
• Session 3. Overview of project cycle management. Major OFSP project requirements: principles, vocabulary and writing to persuade. Overall, this session aims to discuss the nature of projects; identify steps in the project cycle and analyze the major OFSP project requirements: principles (gender mainstreaming, partnership, etc.), vocabulary and writing to persuade.
• Session 4. Project identification: stakeholder and problems analysis. Picking the right topic. Overall, this session aims to promote learning on project identification and other aspects related to stakeholder participation in analysis of problems and opportunities. Important activities to be carried out by the lead facilitators while implementing Volume 1 of this learning kit are: 1. Pre-session 1. Before opening the workshop, the facilitators should have a registration form for participants to record their personal and professional information. This procedure is important for the human talent management and development of the organization. This procedure improves participant’s selection process to attend workshops or learning events; it serves as a basis to assess staff performance improvement and the impact of learning.

Building Nutritious Food Baskets flier 2016

A ‘food basket’ approach for scaling up Biofortified Crops and enhancing Nutrition Security in Africa Sub-Saharan Africa is the region with the highest prevalence (percentage of population) of hunger. One person in four in this region is undernourished. The vast majority of people also suffer micronutrient malnutrition (hidden hunger) because they do not consume enough micronutrients required to lead healthy and productive lives. The Building Nutritious Food Baskets (BNFB) Project through a multi-crop (‘food basket’) approach advocates for increased investment in biofortified crops as a sustainable way to combat micronutrient malnutrition, especially among young children under the age of five and women of reproductive age. BNFB also focuses on developing institutional capacity to design and implement gender-sensitive programs and projects to ensure wide access and utilization of biofortified crops in selected African countries.